GDF declara apoio para fortalecimento de rádios comunitárias

O governador Agnelo Queiroz recebeu hoje, na Residência Oficial de Águas Claras, cerca de 20 representantes de rádios comunitárias do DF. O objetivo foi oferecer apoio para solucionar problemas que impedem o desenvolvimento do setor.

“Reconheço o papel importante das rádios comunitárias que atuam em prol da comunidade e democratizam a informação”, afirmou o governador.

No encontro – acompanhado pelos secretários de Comunicação, Ugo Braga, e de Publicidade, Abimael Nunes – uma das principais pautas das reivindicações foi quanto a interferências nas transmissões durante a programação.

De acordo com o presidente da Associação Brasileira de Rádio e Fusão Comunitária do DF e Entorno (Abraço), Divino Cândido Ferreira, o problema afeta as 36 rádios legalizadas e decorre do compartilhamento da única frequência disponível (98,1 FM).

“Cada cidade precisa ter uma frequência. Se isso for resolvido, vamos ter um ganho na qualidade e em audiência porque o ouvinte não terá mais a interferência de outras emissoras interrompendo a programação”, afirmou o representante da rádio Adapte FM, de Ceilândia, José Cícero Medeiros.

Para resolver o item, o governador afirmou que se reunirá com o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo. A pasta federal – responsável por definir a frequência para cada área – enquadra o DF como município, o que o habilita a receber apenas um canal.

Outro ponto, levantado pelo coordenador executivo da Abraço nacional, José Sóter, foi quanto à realização do 8º Congresso de Nacional da Abraço.

“A vontade da diretoria da Abraço é sediar esse evento em Brasília. Nesse encontro, vamos reunir cerca de 600 representantes de rádios de todo o Brasil. Para isso, precisaremos do apoio do governo “, informou o coordenador, que recebeu resposta positiva de Agnelo Queiroz. O chefe do Executivo local declarou oferecer condições para sediar o congresso na capital federal.

Também foi apresentada ao chefe do Executivo local e aos secretários uma proposta para capacitar radialistas na área de saúde. O objetivo é orientá-los para repassar informações sobre temas como campanhas de vacinação, prevenção de doenças e funcionamento do Sistema Único de Saúde (SUS).

Nesse ponto, o governador disse estar interessado pela proposta, que integra um projeto da Abraço em funcionamento há mais de 10 anos em parceria com a Universidade de São Paulo (Usp), em estados como Acre e Rio de Janeiro.

Fonte:

Deixe um comentário