Gaúcho não resiste

O torcedor do Vasco não precisou de muito tempo para saber quais seriam as consequências da derrota de sua equipe, nesta quarta-feira, por 2 x 0, para o Nova Iguaçu, no Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda. Logo após o duelo, Renê Simões, diretor-executivo de futebol, concedeu entrevista coletiva e anunciou a saída do treinador Gaúcho.

O ex-treinador de futebol admitiu que havia esse pensamento após a derrota do Vasco no último domingo e a situação ficou insustentável com mais um revés. “A gente já tinha pensado durante a semana, que um resultado, como o de hoje, acabaria no afastamento do Gaúcho. Tínhamos muita esperança que a equipe ganhasse hoje, mas isso não aconteceu”.

Sem colocar a culpa toda em cima do treinador, Renê Simões lamentou a atual situação do clube, que passa por uma séria crise financeira. Depois de ver um time sem reação em campo, o diretor-executivo afirmou que uma mudança precisava ser feita.

“Acho que os culpados são todos aqueles que criaram uma divida enorme com o clube, os culpados são todos que estão no Vasco da Gama. Mas, é absolutamente necessário que façamos uma mexida, já conversei com o Gaúcho, é um profissional sério, dedicado ao Vasco, o sangue que corre na veia dele é vascaíno, mas a situação que se criou é lamentável”, explicou Renê.

Fonte: Super Esportes

Deixe um comentário