Fiocruz encontra vírus Zika em pernilongo doméstico

 
 
culex_molestus_photo_stephendoggett
Culex molestus. Photo: StephenDoggett

Pesquisa constata que o vírus da Zika em pode ser transmitido por mosquitos Culex Quinquefasciatus, nome científico da muriçoca ou pernilongo.

A descoberta é inédita foi apresentada nesta quinta-feira pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). O estudo foi realizado com mosquitos coletados na região metropolitana do Recife, onde a população do pernilongo é cerca de 20 vezes maior do que a população do Aedes aegypti, mosquito que também transmite o vírus Zika.

O novo estudo mostrou que três dos 80 grupos de pernilongos analisados estavam infectados naturalmente com o vírus Zika.

Sendo que duas dessas amostras os mosquitos não estavam alimentados, o que de acordo com os pesquisadores demonstra que o vírus estava disseminado no organismo do inseto e não em uma alimentação recente de hospedeiro infectado.

A coleta dos mosquitos foi feita com base nos endereços dos casos relatados de zika na região.

A partir dos dados obtidos serão necessários estudos adicionais para avaliar o potencial da participação do Culex na disseminação do vírus Zika e seu real papel na epidemia.

Quando começou o projeto a pesquisadora Constância Ayres lembrou que o pernilongo comum tem hábitos diferentes do Aedes aegypti.

A Fiocruz afirma que até os resultados de novas evidências, a política de controle da epidemia de zika continuará pautada pelas mesmas diretrizes, tendo seu foco principal  no controle do Aedes aegypti.

 

 


Avião da força aérea indiana desaparece com mais de 20 a bordo

Unicef alerta: mortes por aids entre adolescentes mais que dobraram desde 2000

 
Fonte:

Deixe um comentário