Festival de Brasília do Cinema Brasileiro

Mais de mil pessoas, entre artistas, cineastas e convidados, marcaram presença na abertura do 46° Festival de Brasília do Cinema Brasileiro (FestBrasília), realizada ontem à noite no Teatro Nacional, com sessões que irão até o dia 24 de setembro.

“Esse é sem dúvida o mais importante evento da multiplicidade da produção audiovisual do país. E queremos ter essa edição marcada pelo retorno do palácio do cinema, que é o Cine Brasília, com o festival tendo seu espaço totalmente recuperado”, frisou o secretário de Cultura, Hamilton Pereira, durante a cerimônia.

A abertura contou com a apresentação da Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Claudio Santoro, sob a regência do maestro Claudio Cohen e a participação do violinista austríaco Benjamim Schmid, além da exibição do filme Revelando Sebastião Salgado, da cineasta Betse de Paula.

“Aqui em Brasília aprendi a fazer documentários, e pra mim, é uma honra abrir o festival. Tenho muito que agradecer a capital”, comentou a cineasta antes de apresentar seu filme, que retrata momentos pouco conhecidos do famoso fotografo.

Também estavam presentes artistas do cinema brasileiro, como o ator Gero Camilo, mais conhecido por suas atuações ao lado de Rodrigo Santoro nos filmes Carandiru e Bicho de Sete Cabeças.

“Vir à abertura, para mim, é o resgate de um momento maravilhoso que vivi há 13 anos no festival, quando o Bicho de Sete Cabeças recebeu várias premiações. Estar nele (o FetBrasília), que é um dos mais sérios do país, é muito importante”, elogiou Camilo.

Os convidados presentes no evento elogiaram as apresentações do festival. Para o servidor público Maurício Pinto, 46 anos, que levou a esposa e a filha, “participar de eventos culturais como o festival é uma oportunidade de poder apreciar eventos de altíssimo nível perto de casa”.

A pedagoga Jaqueline Neiva veio com a amiga Caroline Lins, que levou seu filho de quatro meses para acompanhar as apresentações: “Ambas temos interesse na fotografia de Sebastião Salgado, e achamos a oportunidade perfeita para conferir”, disse Jaqueline.

FESTIVAL – O festival terá mostras competitivas de longa e curta na categoria ficção; de curtas de animação e de longa e curta documentário.

Um total de trinta títulos concorrerão aos prêmios: seis longa-metragem de ficção, seis de longas documentários, seis curtas de ficção, seis curtas documentários e seis curtas de animação.

As exibições são realizadas no Cine Brasília, e também nas cidades de Águas Claras, Candangolândia, Ceilândia, Cruzeiro, Guará, Gama, Jardim Botânico, Lago Sul, Núcleo Bandeirante, Park Way, Riacho Fundo II, Samambaia, Sobradinho, Sobradinho II e Taguatinga, com reprises no Cinema do CCBB.

A Mostra Brasília trará filmes produzidos no Distrito Federal e a Mostra Festivalzinho de filmes infantis com exibições em escolas públicas, além da realização de oficinas integradas, seminários e debates sobre a produção cinematográfica do país.

Deixe um comentário