Fecomércio defende empresários e apresenta propostas para aquecer a economia brasiliense

adelmir
Presidente da Fecomércio, Adelmir Santana.

A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Distrito Federal (Fecomércio) tem liderado um importante trabalho em defesa do empresariado brasiliense e da geração de emprego e renda no DF. O presidente da Fecomércio, Adelmir Santana, capitaneou a criação, ainda em junho de 2015, da Frente Parlamentar em Defesa do Setor Produtivo, instalada na Câmara Legislativa, e desde então tem sido o responsável, conforme indicação dos empreendedores locais, pela interlocução do setor empresarial com os deputados.

Após o lançamento dessa Frente, que contempla não apenas o comércio varejista, mas todos os segmentos do comércio, bem como da agricultura, da indústria, do transporte e do setor de serviços, foram aprovados projetos de lei para promover o desenvolvimento econômico de Brasília e auxiliar a capital a superar a crise econômica.  Entre os projetos aprovados graças ao apoio dos distritais e ao empenho do grupo liderado pela Fecomércio, estão a nova Lei dos Puxadinhos, com prazos e regras mais adequados para os lojistas e a aprovação do funcionamento do comércio aos domingos.

A Federação também tem se posicionado, constantemente, contra o aumento de qualquer tipo de imposto que onere ainda mais o contribuinte e a favor da redução de gastos pelo governo. O presidente da Fecomércio, Adelmir Santana, apresentou como sugestão ao governador Rodrigo Rollemberg e aos parlamentares um conjunto de propostas, elaborado coletivamente pelas lideranças do setor produtivo, que contemplam a implantação do Parque Tecnológico Capital Digital, a exploração em parcerias público-privadas de estacionamentos em áreas pré-definidas pelo governo, a revisão do Pró-DF com o intuito de evitar a morte súbita de empreendimentos produtivos, a incorporação de convênios que ofereçam benefícios fiscais aos diversos setores da economia brasiliense, a eliminação da burocracia governamental, a ampliação dos investimentos no turismo, a adequação da Lei do Silêncio e o reforço na segurança pública de Brasília, entre outros pontos.

O presidente da Fecomércio, Adelmir Santana, está em seu quarto mandato à frente da Federação, tendo sido eleito sempre por unanimidade, o que demonstra o reconhecimento da categoria ao seu trabalho. A Fecomércio nunca promoveu nenhuma alteração no período dos mandatos eletivos, apenas segue as determinações e eventuais mudanças promovidas pela Confederação Nacional do Comércio (CNC). Assim sendo, a instituição segue aberta ao diálogo com toda a sociedade, nunca tendo deixado de apoiar a participação dos seus sindicatos em encontros e congressos dos setores de comércio, serviços e turismo, trabalhando sempre pela harmonia e representatividade dos sindicatos, independente do tamanho das entidades.

 


Governo estima déficit primário de R$ 139 bilhões em 2017


Receita abre hoje consulta ao 2º lote do Imposto de Renda 2016


Fonte:

Deixe um comentário