Expresso DF Sul começa a operar em fase de testes

O Distrito Federal dá mais um passo para consolidar o novo modelo de transporte público. Na quarta-feira (2), o trecho do Expresso DF Sul que liga o Gama ao Plano Piloto começa a funcionar de forma experimental. O novo sistema reduzirá o tempo de viagem de 90 para 40 minutos.

 

O período de teste, chamado Operação Branca, é necessário para que sejam feitos todos os ajustes técnicos que garantirão a segurança do usuário. Os ônibus farão os 31 km de percurso, parte deles em corredor exclusivo, a uma velocidade máxima de 60km/h, exceto nas estações e nos viadutos, onde o limite será reduzido para 40km/h.

 

Inicialmente, as viagens ocorrerão das 11h às 14h, sem cobrança de passagens. Nove ônibus articulados, com capacidade para 130 passageiros cada um, sairão em intervalos de 8 minutos do terminal do Expresso DF no Gama, farão uma parada na Estação Granja do Ipê, no Park Way, de onde seguem, ainda em corredor exclusivo, até o Eixão, com destino à Rodoviária do Plano Piloto.

 

Os moradores do Gama terão a opção de pegar um ônibus convencional na rodoviária da cidade, que os levará, de graça, ao novo terminal. Para atender aos usuários, 52 pessoas foram treinadas para tirar todo o tipo de dúvidas sobre o sistema. O grupo será distribuído na Estação Granja do Ipê, nos terminais do Expresso DF e em cada um dos nove ônibus.

 

Após essa fase, o Expresso DF Sul será totalmente integrado aos outros meios de transporte público. O valor total da viagem não ultrapassará R$ 3, ainda que o passageiro precise pegar um ônibus, micro-ônibus ou metrô para se dirigir a uma das estações ou, ao desembarcar, para chegar ao seu destino final.

 

HISTÓRICO – Foram dois anos e meio até a primeira etapa do Expresso DF Sul entrar, experimentalmente, em operação. O empreendimento teve início em dezembro de 2011, com recursos próprios do GDF, para não atrasar a entrega da obra. O investimento total será de R$ 648 milhões, incluindo recursos do governo federal.

 

O novo modelo de transporte terá 100 veículos e beneficiará 272 mil pessoas do Gama, Santa Maria e Park Way, podendo transportar até 13 mil passageiros em cada sentido, por hora, no período de pico. Serão dois terminais, 10 estações, 10 passarelas, além de anexos de terminais nas rodoviárias do Plano Piloto e do Gama.

 

Ao todo, o percurso do Expresso DF Sul terá 43 km, com a possibilidade de transportar 87 mil passageiros por dia.

 

PAC – A Caixa Econômica Federal é o agente financeiro responsável pelos repasses do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) Mobilidade Grandes Cidades destinados à obra. Para garantir a liberação do financiamento, toda a documentação necessária para a análise final do banco foi entregue antecipadamente pela Casa Civil do DF.

 

Em dezembro de 2012, no âmbito do PAC, o GDF assinou contrato com a Caixa para financiar o empreendimento e, dessa forma, assegurar o ritmo de execução das obras. A iniciativa para obter recursos do governo federal envolveu equipes do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), Secretaria de Transportes e Casa Civil do DF.

 

infográfico operação branca

Fonte:

Deixe um comentário