EUA anunciam apoio militar à oposição na Síria

O conselheiro adjunto de Segurança Nacional do governo dos Estados Unidos, Ben Rhodes, disse que os norte-americanos vão oferecer apoio militar à oposição na Síria. A iniciativa foi anunciada, depois que os serviços de informação do país confirmaram o uso de arma química por parte do governo sírio. Segundo informações, de cem a 150 pessoas foram mortas em ataques com armas químicas.

“Os nossos serviços de informação concluíram que o regime de Assad [Bashar Al Assad, o presidente sírio] utilizou por diversas vezes armas químicas em pequena escala contra a oposição durante o ano passado, incluindo o gás sarin”, disse.

Ben Rhodes não foi claro sobre se os Estados Unidos têm a intenção de armar diretamente os rebeldes que combatem o regime de Damasco, mas disse que Obama “vai consultar o Congresso sobre estas matérias nas próximas semanas”.

“Os Estados Unidos e a comunidade internacional possuem uma série de outras respostas em termos legais, financeiros, diplomáticos e militares”, assegurou.

Segundo Rhodes, o governo norte-americano ainda não decidiu sobre a imposição de uma zona de exclusão aérea na Síria. Pelos dados da Organização das Nações Unidas (ONU), mais de 90 mil pessoas foram mortas desde o início dos conflitos na Síria, em março de 2011.

Renata Giraldi*

Repórter da Agência Brasil

*Com informações da agência pública de notícias de Portugal, Lusa

Deixe um comentário