Embratur apoia divulgação internacional

O Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur) anunciou ontem (7) a disponibilização de R$ 12 milhões para que estados e municípios brasileiros participem do Programa Verba Descentralizada 2013, cujo objetivo é apoiar projetos de promoção turística do país no exterior.

O presidente da Embratur, Flávio Dino, entende que a tarefa de promover o Brasil e de apoiar a comercialização de destinos e produtos turísticos não compete só ao governo federal. Em entrevista àAgência Brasil, ele disse que isso é feito em parceria com o setor privado, por meio de patrocínios, e com estados e municípios, por meio do Programa Verba Descentralizada.

“Abrimos agora o valor de R$ 12 milhões para que os estados apresentem os projetos, para que ainda este ano a gente possa liberar os recursos necessários à execução  do plano de trabalho, começando este ano e desenvolvendo até 2014”. Os estados terão até o dia 18 para fazer o cadastramento e enviar os projetos ao Sistema de Convênios e Repasses do Governo Federal (Siconv).

“É uma chance única que os estados não podem desperdiçar, exatamente neste período em que  haverá uma grande atenção para o Brasil”, destacou Dino, referindo-se à proximidade da Copa do Mundo de 2014, que ocorrerá no país.

Segundo o presidente da Embratur, a distribuição da verba obedece a três critérios. A participação do estado na agenda internacional da Embratur é um deles. O segundo e o terceiro critérios envolvem o número de voos que o estado disponibiliza e a quantidade de turistas que recebe.

De acordo com a distribuição, o Paraná receberá o maior montante de recursos (R$ 944,1 mil), em função do movimento turístico em Foz do Iguaçu. Em seguida, vem Mato Grosso do Sul, com R$ 784,9 mil, devido não só às atrações de Bonito e do Pantanal, mas também pela participação na agenda internacional  do instituto. A Bahia e o Rio de Janeiro dividem  o terceiro lugar, com cerca de R$ 705,3 mil cada.

“Quanto mais o estado se dedica a participar das feiras internacionais, dos roadshows [circuito de eventos] que a gente promove o ano todo, a gente apoia ainda mais. Valoriza o estado que já está com uma política mais consistente de promoção internacional”, disse Dino.

Segundo a assessoria de imprensa da Embratur, os países-alvos das ações são os maiores emissores de turistas para o Brasil: Argentina, Chile, Colômbia, Paraguai, Peru, Uruguai, Bolívia, Alemanha, Espanha, Estados Unidos, França, Reino Unido, Itália, Holanda, Portugal e Canadá.

Alana Gandra
Repórter da Agência Brasil

Fonte:

Deixe um comentário