Dupla de Brasília disputa o Rally RN 1.500

A nova dupla Elson e Cláudia. Foto de Marcelo Machado

A dupla brasiliense Kandangus Rally Team (Ipiranga/ Cascol Ccombustíveis/ Meneses Off Road/CIA AThlética/MR1) disputa a primeira prova de rally do ano. Elsinho Cascão, piloto, e Claudia Grandi, navegadora participam da 19ª edição do Rally RN 1500, que acontece no Rio Grande do Norte, de 6 a 9 abril. A prova é válida como etapa do Brasileiro de Rally Cross Country para motos, quadriciclos e UTV’s e é considerada uma das principais e mais técnicas do off road nacional.

Promovido pela KTC Produções e com supervisão da Confederação Brasileira de Motociclismo (CBM) e da Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA), a competição terá aproximadamente 900 quilômetros de trilhas, com 550 de especiais (trechos cronometrados) de velocidade. A largada será na bela cidade de São Miguel do Gostoso, passando por Currais Novos e chegada em Bom Jesus. Os organizadores prometem trechos inéditos daqueles disputados nas 18 edições do evento.

Elsinho e Claudia voltam a disputar uma prova juntos depois da experiência de ter conquistado pódio, em 2014, no Rally dos Sertões, principal prova do ramo no país e a segunda maior do mundo. A bordo de um UTV, eles cruzaram a linha de chegada em 3º lugar e subiram ao pódio da categoria.

“O RN 1500 exige bastante do carro, do piloto e da navegação. É uma prova completa e muito competitiva. Um verdadeiro treino para quem quer se aventurar nos Sertões”, contam, em coro, Elsinho e Claudia, representantes de Brasília na competição.

Trajeto

No dia 6, acontecem as vistorias técnicas. No dia 7 de abril, a primeira etapa será disputada entre São Miguel do Gostoso e Macau. No dia seguinte, os pilotos partem rumo a Currais Novos. A terceira e última etapa terá chegada em Bom Jesus. A premiação está marcada para o restaurante Nau, em Natal, do dia 9, domingo.

Sobre o UTV

O UTV RZR XP Turbo é equipado com um motor turbinado de 900 cilindradas, que gera 146 cavalos de potência, 20% a mais do que o do ano passado. Se considerarmos que o seu peso é de apenas 600 kg, o resultado é uma performance arrasadora. Possui câmbio automático CVT, suspensão independente e tração nas quatro rodas. A altura livre do solo de 34,3 cm permite encarar qualquer terreno, e os novos amortecedores com reservatórios externos são dimensionados para resistir ao abuso constante e às altas temperaturas durante oito dias de competição.

Apesar de ser bastante robusto em sua forma original, o carro com que a Kandangus irá disputar as provas de 2017 não é o mesmo que saiu da concessionária. O UTV foi desmontado e reconstruído, contando com vários reforços estruturais que dão mais segurança para encarar competições tão intensas. Além disso, vários itens foram adaptados para a prova. Os cintos de segurança, os bancos, as rodas e pneus foram substituídos por outros mais resistentes, e até o tanque de gasolina, que na versão original aceita 37 litros de combustível, foi adaptado para receber 90 litros. Além disso, dois extintores de incêndio de 2kg foram instalados para reforçar a segurança.

Fonte:

Deixe uma resposta