DF registrou mais de 300 casos de estupro no primeiro semestre de 2016

 

 
De janeiro a junho deste ano, foram registrados 319 casos de estupro no Distrito Federal, contra 313 no mesmo período de 2015, um aumento de 0,4%, segundo dados divulgados pela Secretaria de Segurança Pública do DF (SSP).

Apesar de o número não ter sofrido grandes alterações, os dados ainda são alarmantes. Segundo a Secretaria, é importante ressaltar que os casos referem-se aos registros policiais (ocorrências) e não ao número exato de vítimas. A pasta destaca ainda que a violência doméstica é um dos crimes mais subnotificados dentre as naturezas criminais registradas pelas polícia. Isso porque muitas vítimas não comunicam os casos às autoridades policiais.

 

A análise mostra que Ceilândia (93) , Planaltina (52), Gama (52) e Samambaia (53) são as cidades com maior incidência de estupro e concentram aproximadamente 40% dos casos.

Violência

Uma pesquisa inédita, chamada de #ApolíciaPrecisaFalarSobreEstupro, encomendada ao Datafolha pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP) mostrou que 42% dos homens acreditam que o estupro acontece porque a mulher não se dá ao respeito e/ou usa roupas provocativas, e 32% das mulheres têm a mesma opinião. A pesquisa foi lançada nesta quarta-feira (21/9) no 10º Encontro Anual do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, que tem como tema a “Violência Contra a Mulher, Acesso à Justiça e o papel das Instituições Policiais”.

} else {

Fonte:

Deixe um comentário