DF recebe ‘Festbebê’, com mostras de cinema e teatro para 1ª infância

Cena de A oficina de Tord, curta norueguês em cartaz no FestBebê, em Brasília (Foto: Mostra ComKids/Divulgação)
Cena de “A oficina de Tord”, curta norueguês em cartaz no FestBebê, em Brasília (Foto: Mostra ComKids/Divulgação)

Brasília recebe a partir deste fim de semana o “FestBebê”, com festivais de teatro e de cinema para a primeira infância. Os espetáculos acontecem na Funarte e no Cine Brasília e reúnem obras nacionais e internacionais.

Uma das atrações é o “III Festival Primeiro Olhar” ou “Mostra de Filmes comKids”, com uma série de filmes para crianças e os pais. A programação se divide em duas sessões com 30 minutos cada. A mostra pode ser vista aos sábados e domingos, até 17 de julho, às 11h.

Os curtas são exibidos em duas sequências. Na primeira, o telão do Cine Brasília mostra “Encantamentos” (Argentina), “Ella” (Brasil), “Design ah!” (Japão), “Que som é esse?” (Japão) e “Eu estou jogando” (Turquia).

A segunda mostra tem “Trudi e Kiki” (Brasil), “A oficina de Tord” (Noruega), “Vamos nessa! Brincando no quintal” (Argentina), “Tonky e o sapo” (Uruguai) e “João, o galo desregulado” (Brasil).

No mesmo período, a Sala Plínio Marcos da Funarte recebe o “IV Festival Internacional de Teatro para a Primeira Infância”. A cada fim de semana, um espetáculo será apresentado ao público.

Trecho da peça Café frágil, parte integrante do FestBebê, que acontece em Brasília (Foto: Carlos Lareda/Divulgação)
Trecho da peça “Café frágil”, parte integrante do FestBebê, que acontece em Brasília (Foto: Carlos Lareda/Divulgação)

Neste sábado e domingo (2 e 3), a peça em cartaz é “Café frágil”, da Cia La Casa Incierta (Brasília/Madri). As montagens do festival são encenadas sempre às 11h e às 15h, e o ingressos custam R$ 20 e R$ 10.

Concebido e dirigido pelo dramaturgo espanhol Carlos Laredo, o espetáculo aborda “o momento fugaz do café da manhã”. Em meio a instalação de objetos, esculturas e pinturas, o monólogo tem a atriz Clarice Cardell com nove maletas, cada uma com um diferente desdejum.

Nos dias 9 e 10, a atração é “O farol”, da Cia. Studio Sereia, de Brasília, com a atriz, cantora e compositora Fernanda Cabral no palco. A trama fala de uma garota que não tinha casa, só asas. Um dia ela decide pousar no mar e se percebe como menina-peixe ouvindo uma canção – que também era escutada pela mãe dela, encostada em uma árvore.

Cena do filme uruguaio Tonky e o sapo, atração do FestBebê, em Brasília (Foto: Mostra ComKids/Divulgação)
Cena do filme uruguaio “Tonky e o sapo”, atração do FestBebê, em Brasília (Foto: Mostra ComKids/Divulgação)

O festival termina com “L’Avoir”, de Laurent Dupont, encenado pela Cia Acta, da França, nos dias 16 e 17. “L´avoir” é um canto visual ou um poema sonoro que evoca encontros ancestrais, uma imagem que se dissolve em forma de bolhas de sabão e nos leva à intimidade das memórias.

Marco legal
A programação também inclui o “IV Seminário Internacional do Marco Legal pela Primeira Infância”. Especialistas debatem políticas públicas de educação e saúde para bebês e crianças de até 5 anos. O evento acontece nos dias 5 e 7 de julho, no Auditório Petrônio Portella do Senado Federal, e no dia 6, nos plenários 1 e 7 do Anexo II da Câmara dos Deputados.

Outros programas do festival são eventos fechados para públicos especiais. A creche Cantinho do Girassol, de Ceilândia, será palco do espetáculo “Meu Jardim, do Grupo Sobrevento (SP), no dia 5, às 10h. A mesma montagem é atração da Penitenciária Feminina da Colmeia, nos dias 6 e 7. A peça será exibida exclusivamente para bebês e mães presidiárias, às 10h e 15h.

O projeto “Música nas Incubadoras”, da Cia. Studio Sereia, chega ao Hospital Materno Infantil de Brasília (Hmib) nos dias 12 e 13 de julho. O espetáculo é dedicado a bebês prematuros e familiares.

 


Fifth Harmony canta hits e músicas de ‘7/27′ neste domingo em Brasília


iFly, simulador de paraquedismo, aterrisa em Brasília


Fonte:

Deixe um comentário