Detran autoriza agentes a usarem armas de choque em blitz

Detran compra “taser”, arma de choque não letal. Foto: Reprodução

O Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran) autorizou nesta segunda-feira (17) seus agentes usarem armas de choque nas blitz e operações de fiscalização do órgão. Também conhecidas como tasers, as armas estavam em fase de avaliação desde maio de 2016.

Leia mais sobre segurança

Segundo o diretor-geral do Detran Silvain Fonseca, o uso das tasers durante a fase de testes não diminuiu o número de casos de ameaça e desacato sofrido por agentes. “Temos uma fiscalização muito rígida em cima dos agentes”, afirmou ao portal G1.

Mesmo sendo não letal, a arma foi responsável por provocar a morte de um brasileiro na Austrália, após receber diversos disparos. Em 2012, a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) chegou a recomendar que agentes não usassem pistolas do tipo, por “ocasionar danos irreversíveis em cardiopatas, idosos e gestantes, entre outros grupos”.

Atualmente, o Detran tem 260 armas de choque, que foram compradas em 2011 importadas dos Estados Unidos. No entanto, só passaram a serem usadas em 2016. Segundo o Tribunal de Contas, a compra custou R$ 500 mil e o treinamento dos agentes, outros R$ 99 mil.

Deixe um comentário