Desemprego da Eurozona bate recorde

O desemprego na Eurozona alcançou 12% em fevereiro, ou seja, mais de 19 milhões de pessoas estavam sem trabalho neste mês, um recorde na história do bloco, indicou nesta terça-feira (2/4) o escritório de estatísticas europeu.


Em um ano, o desemprego na Eurozona aumentou de 10,9% para 12%, indicou o Eurostat. Os dados são especialmente catastróficos na Espanha (26,3%) e em Portugal (17,5%). Na Grécia, o desemprego correspondente a dezembro foi de 26,4%. O desemprego também aumentou nos países ricos, como a Alemanha, de 5,3% para 5,4%, e em Luxemburgo (de 5,3% para 5,5%).


Mas os dados confirmam a distância entre os grupos formados pelos países do norte e pelos do sul, submetidos a rígidos planos de austeridade para sair da crise da dívida. Na Áustria, o desemprego alcançou 4,8% e na Holanda chegou a 6,2%.


Fonte: France Press

Sites e Blogs

Deixe um comentário