Cristina Kirchner recebe alta

A presidenta da Argentina, Cristina Kirchner, recebeu alta médica ontem (13), cinco dias após uma cirurgia para retirada de um coágulo do cérebro, e deve continuar em recuperação na residência oficial de Olivos. O boletim divulgado pela equipe médica informa que ela fará “repouso estrito” durante 30 dias, e não poderá viajar de avião até fazer novos exames. Os pontos na cabeça serão retirados daqui a cinco dias.

O coágulo, entre a meninge e o cérebro, apareceu depois que a presidenta sofreu uma batida na cabeça em agosto passado. A tomografia computadorizada, feita na época, não registrou o hematoma, mas o sangue foi se acumulando aos poucos até pressionar o cérebro e provocar os primeiros sintomas: arritmia e formigamento no braço. A presidenta internou-se na segunda-feira (7) e o coágulo foi retirado no dia seguinte.

A operação coincidiu com a reta final da campanha para as eleições legislativas, no dia 27 de outubro, que vai definir o apoio político à presidenta nos últimos dois anos de seu segundo mandato. Os resultados das primárias de agosto e das pesquisas de opinião indicam que o governo pode manter a maioria na Câmara dos Deputados, mas corre o risco de perdê-la no Senado.

Se seguir a recomendação médica, Cristina Kirchner ficará afastada das duas últimas semanas de campanha e não poderá descansar em Calafate – a casa que tem na Patagônia argentina.

Monica Yanakiew
Correspondente da Agência Brasil / EBC

Fonte:

Deixe um comentário