Condenados no mensalão contam com o apoio da Câmara

Cunha acredita que o STF vai demorar a publicar o acórdão do mensalão  (Iano Andrade/CB/D.A Press)
Cunha acredita que o STF vai demorar a publicar o acórdão do mensalão

Nem quando era candidato nem agora, eleito presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN) se deu ao trabalho de explicar o que fará caso seja responsável pela decisão sobre a perda de mandato dos quatro deputados condenados no julgamento do mensalão. A pergunta, repetida ontem, assim que Alves assumiu o cargo, foi ignorada mais uma vez. Entre os réus, no entanto, a posição de Henrique não é segredo: durante as negociações da campanha, o peemedebista ganhou o voto da maioria dos petistas ao prometer que defenderia a prerrogativa do parlamento de dar a última palavra sobre o assunto.

O primeiro a manifestar tranquilidade foi João Paulo Cunha (PT-SP), condenado a nove anos de cadeia por corrupção passiva, peculato e lavagem de dinheiro. 


Fonte: Correio Braziliense

Extratos dos Jornais

Deixe um comentário