Comunidades se organizam diante da escassez de água

Comunicado do condomínio em elevador de um dos blocos residenciais na Asa Norte

Apesar das últimas chuvas, o Distrito Federal entra em seu período histórico de seca com a metade da capacidade dos reservatórios de Santa Maria e Santo Antônio do Descoberto que abastecem a região. Síndicos dos prédios residenciais começam a alertar os moradores que o racionamento pode ser de 48 horas e não mais 24 como vêm acontecendo. Em entrevista ao Brasília Capital em 15 de março, o presidente da Caesb  Maurício Luduvice já alertava para essa possibilidade.

Muitas iniciativas estão em andamento como as obras de Corumbá IV e da infraestrutura para captação de água do lago Paranoá. No último dia 31 a Administração Regional de São Sebastião inaugurou o canal que serve aos produtores da região.

Aberto há 33 anos por Élio Moulin, o canal apresentava problemas de infiltração, contaminação, assoreamento e infiltração, além de já não atender ao aumento da produção e de produtores locais. Com a obra, a água será mais bem aproveitada e o excedente retornará para o córrego Santo Antônio da Papuda. O canal corta o Recanto da Conquista, região agrícola com 20 chácaras. São 2.600 metros de canalização e revitalização do canal.

A iniciativa da canalização foi da Associação dos Usuários das Águas do Canal e do Córrego Santo Antônio da Papuda, criada, e hoje presidida por Mário Moulin. Os 22 associados comemoram e destacam entre as vantagens a oferta de água, a maior segurança para o produtor na hora do plantio, a não contaminação química e biológica da água canalizada e o retorno da água não utilizada para o ribeirão atendendo a outros usuários.

Numa ação coordenada a verba para a revitalização do canal foi viabilizada pelo deputado federal Lira, a Administração Regional de São Sebastião organizou e coordenou o projeto, a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal (Emater – DF) fez o projeto de outorga de água junto à Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento do Distrito Federal (Adasa), a Secretaria de Agricultura, executa o trabalho, e a Associação dos Usuários das Águas do Canal e do Córrego Santo Antônio da Papuda, centralizou tudo para poder colocar o projeto de reestruturação do canal em prática.

Comunidade de produtores reunida para discutir a questão da água
Fonte:

Deixe uma resposta