Comitê remove 35 construções irregulares em Ceilândia

Uma operação emergencial de combate a ocupações irregulares foi realizada nesta sexta-feira (15), na Chácara Girassol, que fica no setor Sol Nascente, em Ceilândia. O saldo foi de 35 edificações removidas em seis horas de operação. Foram mobilizados cerca de 180 servidores de dez diferentes órgãos. A Secretaria da Ordem Pública e Social (Seops) e a Agência de Fiscalização (Agefis) coordenaram.
Entre as edificações, 32 eram feitas em alvenaria e três em madeira. Os órgãos do GDF auxiliaram em sete mudanças para outras regiões de Ceilândia. Os demais fizeram a transferência por conta própria. Foram ao chão durante a ação, ainda, 1.200 metros lineares de cerca e 35 fossas acabaram entupidas. A CEB, que também estava presente à operação, desligou três pontos clandestinos de energia e apreendeu mil metros de fio. A Caesb retirou três ligações clandestinas de água.
De acordo com levantamento pré-operacional do Comitê, as construções foram erguidas por meio de mutirão durante o Carnaval.
Fonte: Jornal de Brasília
Extratos dos Jornais

Deixe um comentário