Comissão de Assuntos Econômicos na mira do STF

Pedro França/Agência Senado
Lindbergh afirma que todos as investigações serão arquivadas porque são improcedentes

Duas décadas após liderar o movimento dos “caras-pintadas”, que pressionou pelo impeachment do então presidente Fernando Collor, o ex-líder estudantil Lindbergh Farias (PT-RJ) tornou-se o senador com maior número de investigações no Supremo Tribunal Federal (STF). Pré-candidato ao governo do Rio de Janeiro, o novo presidente da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) – uma das mais poderosas e de maior visibilidade da Senado – responde a 15 inquéritos (fase preliminar de investigação) e uma ação penal na mais alta corte do país. Quatro dessas investigações chegaram ao Supremo neste ano.

Réu em processo em que é acusado de reter dados técnicos para propositura de ação civil pública, ele responde a inquérito por crimes de responsabilidade, contra o sistema financeiro, quadrilha e corrupção. Mas são as infrações à Lei de Licitações as suspeitas mais recorrentes contra o senador. Elas se repetem em 11 inquéritos. Todos os casos remetem à passagem de seis anos de Lindbergh pela prefeitura de Nova Iguaçu (RJ), município da Baixa Fluminense com 800 mil habitantes.

Fonte: Portal Terra

Sites e Blogs

Deixe um comentário