Comércio brasiliense registra queda

O comércio brasiliense começou o ano em queda. De janeiro para fevereiro, as vendas do setor de serviços tiveram queda de 16,29% e as vendas do comércio caíram 1,1%, segundo a Pesquisa Conjuntural de Micro e Pequenas Empresas do Distrito Federal, realizada pelo Instituto Fecomércio.


O número de postos de trabalho também sofreu queda. O comércio apresentou retração de 1,62% e o setor de serviços perdeu 5,70%. O cartão de crédito foi o meio de pagamento usado em 43,24% das vendas no comércio e em 50,6% das transações no setor de serviços.


Entre as quedas registradas no comércio, as maiores foram observadas no vestuário (-14,32%), floricultura (-11,5%), autopeças e acessórios (-10,27%), e tecidos (-5,11%). Por outro lado, livraria e papelaria sofreram um aumento de 42,7%, além de móveis e decorações (10,52%), informática (2,48%) e bares, restaurantes e lanchonetes (1,08%).


Fonte: Correio Braziliense

Extratos dos Jornais

Deixe um comentário