Começa reforma da Casa do Cantador

As obras de restauro da Casa do Cantador começaram esta semana, como parte do programa de recuperação e valorização do patrimônio cultural da Secretaria de Cultura do DF, com previsão de conclusão até março do próximo ano.

 

“A recuperação física da Casa do Cantador é o compromisso dessa gestão com uma expressão da cultura popular que se planta na raiz da Ceilândia e oferece um serviço cultural de inestimável valor para a cidade, para o DF e para o país”, destacou o secretário de Cultura, Hamilton Pereira.

 

Será realizada a recuperação dos banheiros, piso, teto e pintura da edificação, além de reformar o restaurante e todas as instalações elétricas, hidráulicas, sanitárias, telefônicas e de prevenção e combate a incêndio, a um valor total de R$ 1,14 milhão.

 

Além da Casa do Cantador, foram restaurados e entregues à sociedade o Catetinho, o Panteão da Pátria, o Polo de Cinema e Vídeo e, mais recentemente, o Cine Brasília.

 

As reformas da Concha Acústica, do Museu Vivo da Memória Candanga, do Espaço Cultural Renato Russo e do Memorial dos Povos Indígenas aguardam a finalização do processo licitatório para terem início.

 

HISTÓRIA – Inaugurada 1986, a Casa do Cantador está localizada em Ceilândia, cidade que concentra um grande número de imigrantes da região Nordeste.

 

O local é palco de apresentações de grandes nomes da cultura nordestina, como cantores de repente e embolada. No espaço são realizadas exposições temáticas, oficinas de música e trabalhos de inclusão digital.

 

Por lá também tem uma biblioteca batizada de Patativa do Assaré, na qual é possível encontrar um grande acervo de cordéis, entre eles exemplares de Jorge Amado e Ariano Suassuna.

Fonte:

Deixe um comentário