Cerca de 50 mil pessoas são esperadas para depoimento de Lula em Curitiba

Lula tem depoimento marcado para Curitiba no dia 3 de maio. Fotos: Reprodução

Não se sabe o que o ex-presidente Lula falará ao juiz Sérgio Moro em seu depoimento no dia 3 de maio, mas há uma certeza: ele não estará sozinho em Curitiba. Grupos pró e contra o petista marcaram atos para acompanhá-lo durante a estadia na capital paranaense.

Leia também: Lula terá que acompanhar depoimentos de 87 testemunhas em Curitiba

Membros da CUT, em apoio a Lula, pretendem reunir até 50 mil pessoas no protesto. Já os grupos contrários ao petista, que se consolidaram nas manifestações a favor do impeachment de Dilma, torcem pela prisão do ex-presidente que é réu em cinco processos – três da Lava Jato, uma da Operação Janus e outra da Zelotes.

Em apoio a Lula, movimentos sindicais e populares de todo o país pretendem desembarcar em Curitiba. Ainda nesta semana, a Frente Brasil Popular definirá se haverá acampamento ou apenas manifestação de rua. O objetivo, porém, é usar o depoimento de Lula para demonstrar a força política do ex-presidente.

Militante e fiel defensor de Lula, Eduardo Guimarães deve ser um dos apoiadores do ex-presidente que sairá de São Paulo para a manifestação de Curitiba. “Não existe a hipótese do Lula ir sozinho ou ter apenas pessoas hostilizando-o durante o depoimento em Curitiba”, alerta Eduardo – editor do Blog da Cidadania. Ao todo, mais de 70 entidades de todo o país devem participar do ato.

Por outro lado, movimentos em apoio à Operação Lava Jato e ao Juiz Sérgio Moro também prometem estar na sede da Justiça Federal de Curitiba para pedir a prisão de Lula. Ainda de embrionária, a convocação do grupo conta com pouco mais de 200 confirmações de presença, contra mil pessoas do lado vermelho do protesto. Ainda assim, o alto índice de rejeição a Lula em Curitiba deve inflar o movimento contrário ao petista.}

Deixe um comentário