Candidatos dizem que o eleitor deve escolher entre dois projetos de nação

20141020003634244820eNas considerações finais, a presidente Dilma Rousseff (PT) afirmou, mais uma vez, que as eleições põe em jogo “dois projetos de Brasil”. “Um que garantiu o avanço e conquistas para todos e outro que culminou em desemprego e arrocho salarial”, alegou. A candidata à reeleição disse que só o eleitor sabe “o quanto foi difícil para melhorar a vida de sua família”. Ela alega que a vitória, contudo, não pode ser individualizada. “Ninguém é uma ilha. Ninguém consegue crescer sozinho. E eu tenho certeza que você cresceu, porque o Brasil cresceu”.

Dilma defendeu que o governo do PT “tomou providências para criar oportunidades de emprego, combateu a pobreza e investiu em educação profissional”. Caso seja reeleita, a presidente prometeu que não irá deixar que “nada deste mundo tire de você o que conquistou”.

Já o candidato Aécio Neves (PSDB) também falou que os eleitores devem escolher entre dois projetos de governo. Para ele, o PT “se contenta em comparar o presente com o passado, sem ter muito que apresentar sobre o futuro”. “O nosso projeto não se contenta em crescer menos que os nossos vizinhos”, ao comparar com as economias do Peru e Chile. Caso seja eleito, ele prometeu que irá controlar a inflação, de forma que fique abaixo da meta e oferecer uma educação de qualidade.

Depois, o tucano agradece “o privilégio ao longo de toda a campanha” de receber o apoio em diversos estados como Paraná, Bahia, São Paulo e Rio de Janeiro. “Eu já não sou mais o candidato de um partido político”, destacou. Ele disse ser o representante de um “ousado projeto”.

Fonte:

Deixe um comentário