Câmara antecipa fim do recesso para investigar suposta propina no GDF

UnB6x
Presidente da Câmara Legislativa do Distrito Federal, Celina Leão (PPS)

 

 

A Câmara Legislativa do Distrito Federal encerra o recesso parlamentar com duas semanas de antecedência nesta terça-feira (19) após as denúncias de um suposto esquema de corrupção na Saúde. A presidente da Câmara Legislativa do Distrito Federal, Celina Leão (PPS), se reuniu com 11 parlamentares na manhã desta segunda (18) para definir os próximos passos da CPI que investiga as denúncias feitas pela presidente do SindSaude e pelo vice-governador Renato Santana em abril.

O recesso parlamentar foi iniciado no dia 1º de julho e a previsão de retorno era para o primeiro dia de agosto. O vice-governador Renato Santana e a presidente do SindiSaúde serão convidados para a depor na CPI da saúde em uma reunião marcada para a manhã desta terça-feira (19).

O atual secretário, Humberto Fonseca, não foi citado nas gravações feitas em abril pelo Ministério Público Federal, mas deve ser ouvido, segundo o presidente da, CPI Wellington Luiz.
“Nós estamos enxergando como um núcleo podre mesmo. Até ter chegado em um caos da saúde é o que justifica a corrupção a má gestão e a imprudência. Precisamos investigar sem prejudicar nem facilitar para ninguém. Os fatos são gravíssimos, disso ninguém tem dúvida”, afirmou o presidente da CPI, Wellington Luiz.

 

 


‘Chula e leviana’, diz Rollemberg sobre conversa tratando de suposta propina

Com recesso, pedido de cassação de Cunha e impeachment ficam para agosto

Fonte:

Deixe um comentário