BRB apresenta crescimento acelerado

As políticas de gestão adotadas pelo Banco de Brasília (BRB), nos últimos dois anos e meio, tornaram a entidade mais competitiva no mercado financeiro e atrativa para grandes investidores, segundo avaliação feita hoje pelo presidente da instituição financeira, Paulo Roberto Evangelista.

“A decisão do governo foi na direção do crescimento e, por isso, o BRB tem investido pesado para expandir no mercado brasileiro, principalmente, ser o banco mais forte do Centro-Oeste”, destacou Evangelista.

De acordo com ele, o BRB deu um salto em 2013 -dados do 1º trimestre -com o aumento da carteira de crédito em 111,93%, ao alcançar a cifra de R$6,640 bilhões, o dobro registrados em 2010, quando se marcou R$3,133 bilhões.

Outro destaque foi o aumento acentuado do lucro líquido da entidade – que em 2012 foi o maior da história, com R$215,39 milhões, frente aos R$96,04 milhões de 2011.

“E no primeiro trimestre de 2013, nós já alcançamos um lucro de R$59 milhões, ou seja, 34,9% superior ao mesmo período de 2012”, afirmou o presidente da instituição.

Quanto à ampliação da rede física, o BRB abriu 10 novas agências, entre 2011 até julho de 2013, aumento de 102 para 112 unidades.

A expansão ocorre também com os correspondentes bancários, que, em dois anos e meio, saltaram de 96 para 250, crescimento de 160%.

Com isso, são 362 pontos de atendimento (112 agências e 250 correspondentes) no DF e nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.

Esse foi um dos fatores que elevou a quantidade de clientes de 497 mil para 574 mil.

“Vamos inaugurar, no próximo mês, mais uma agência no Novo Gama (GO) e, em breve, a do Shopping Popular. Nossa meta é, até 2014, abrir mais dez agências”, observou Evangelista.

NOVOS NEGÓCIOS – O BRB lançou este mês uma parceria com a Global Payments para oferecimento da máquina de captura de pagamentos por meio de cartões de crédito e débito.

Com as máquinas, que começaram a ser comercializadas nas empresas do DF este mês, a pretensão do banco é de atuar no Centro-Oeste com o fornecimento dos equipamentos, captura e processamento de pagamentos e liquidação de compras.

O banco também firmou uma parceria para que os BRBs Conveniência ofereçam serviços da Secretaria de Fazenda, como emissão de certidões e retirada de segunda via de documentos.

COMPETITIVIDADE – Os avanços registrados colocaram o BRB como 36º em patrimônio líquido no ranking das 50 maiores instituições do ramo no Brasil, segundo pesquisa da Revista Exame, edição de julho; em depósito em poupança, a instituição é a 11º entre as 100 maiores da América Latina.

Fonte:

Deixe um comentário