Anvisa proíbe uso de carnes de frigoríficos investigados

Operação Carne Fraca, da Polícia Federal, está investigando supostas irregularidades em 21 frigoríficos. Foto: Reprodução/internet

Após terem sido alvo de recall, três frigoríficos citados na Operação Carne Fraca tiveram seus produtos interditados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) nesta terça-feira (28).

Com a interdição, bares e restaurantes estão impedidos de comercializar carnes e outros produtos de quatro unidades das empresas Transmeat, Souza Ramos e Peccin por três meses.

A resolução proibindo a comercialização e o preparo das carnes oriundas desses estabelecimentos foi publicada no Diário Oficial da União de hoje (28).

Na semana passada, a Secretaria Nacional do Consumidor impôs o recolhimento de toda a carne e derivados produzidos nessas unidades. Eles fazem parte dos 21 frigoríficos investigados na operação da Polícia Federal que apura suspeitas de maquiagem no processamento de carnes e o suborno de fiscais do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

Esta tarde, o recall dos produtos das Transmeat e Souza Ramos foi suspenso por dez dias. Também hoje,   Hong Kong informou que voltará a comprar carne brasileira, por não ter encontrado problemas nas amostras analisadas. A limitação, agora, se restringe aos produtos oriundos dos 21 frigoríficos que são alvo de investigação na Operação Carne Fraca, que apura irregularidades na produção e fiscalização do setor.

Saiba Mais

Fonte:

Deixe uma resposta