American Express é última vítima de ciberataques

A American Express (Amex) foi vítima na quinta-feira de um ciberataque que paralisou o portal da empresa de cartões de crédito durante mais de duas horas, anunciou o grupo nesta sexta-feira, três dias após um ataque similar contra oito bancos americanos reivindicado por um grupo islâmico.

“Nosso portal da Internet sofreu um ataque” que consiste em bloquear o acesso dos clientes ao site, disse à AFP um porta-voz da American Express, que investiga os fatos mas ainda ignora a origem do ataque. O ciberataque durou apenas “duas horas e meia” e não há “qualquer indicação de vazamento de dados de clientes”, destacou o porta-voz da Amex.


Na terça-feira passada, hackers islâmicos autodenominados “Lutadores Cibernéticos do Izz ad-Din al-Qassam” reivindicaram no Pastebin.com o ataque contra os sites dos bancos BB&T, PNC, JP Morgan Chase, Citibank, U.S. Bancorp, Suntrust, Fifth Thirs Bancor e Wells Fargo, nos quais os clientes deparavam com a mensagem: “Distributed Denial of Service”.


O grupo exige a retirada da Web do vídeo “A Inocência dos Muçulmanos”, que satiriza o profeta Maomé e permanece no Youtube, após gerar uma onda de protestos no mundo muçulmano em setembro passado.


Fonte: France Press

Extratos dos Jornais

Deixe um comentário