Alison e brasiliense Bruno superam chuva e conquistam o 5º ouro do Brasil

Alison-e-Bruno-900x600
Alison e Bruno Schmidt. (Divulgação/CBV)
Rio – Toda a animação da Arena do Vôlei de Praia, em Copacabana, que teve partidas quase todos os dias de Jogos Olímpicos do Rio, terminou em apoteose na madrugada desta sexta-feira (19/8). Sob muita chuva, o brasiliense Bruno Schmidt e o parceiro Alison venceram os italianos Paolo Nicolai e Daniele Lupo, e conquistaram a quinta medalha de ouro do Brasil nesta Olimpíada.

Alison e Bruno começaram muito mal, perdendo o primeiro set por 5 x 1, mas conseguiram acelerar o melhor voleibol para cima dos italianos e, com isso, foram capazes de inflamar a torcida, que tomou a arena apesar da chuva. Com parciais de 21-19 e 21-17, os brasileiros venceram por 2 x 0, elevando o vôlei (de praia e de quadra) à categoria que mais deu medalhas de ouro para o Brasil, ao lado da vela. Mais cedo, na Marina da Glória, as velejadoras Martina Grael e Kahena Kunze haviam ganhado na classe 49er e conquistado o sétimo ouro da história da vela. Agora, essa “briga” está em 7 x 7.

A torcida do vôlei de praia – certamente, a mais empolgada desta edição de Jogos Olímpicos – fez uma festa à altura da conquista e, mesmo com muita água na Zona Sul do Rio, a madrugada de Copacabana não terá horas suficientes para o tamanho da comemoração.

Além do ouro de Alison e Bruno, e da prata da Itália, a noite, em Copacabana, assistiu ao bronze da Holanda. Mais cedo, às 22h50, Alexander Browuer e Robert Meeuwsen derrotaram a dupla russa Krasilnikov e Semenov, por 2 x 0 (23-21 e 22-20), e fecharam o pódio.