Ação remove construções irregulares em Taguatinga

Operação do Comitê de Combate ao Uso Irregular do Solo removeu, hoje, quatro edificações em Taguatinga e dois homens, que tentaram resistir à retirada das obras irregulares, foram presos.

“A operação foi realizada na QSC 19, que passa por processo de regularização, mas tem a construção de novas edificações proibidas”, explicou o subsecretário de Defesa do Solo e da Água da Seops, Raimundo Nonato Cavalcante.

A ação contou com a mobilização de sete órgãos, coordenados pela Secretaria da Ordem Pública e Social (Seops) e pela Agência de Fiscalização (Agefis).

Os dois detidos durante a operação são irmãos e um deles tentou atropelar os servidores que participavam da operação e teve a carteira de habilitação e o carro apreendidos e será autuado por tentativa de homicídio.

Os suspeitos foram autuados na 12ª Delegacia de Polícia em Taguatinga por desacato e resistência.

“Vamos reforçar as operações de vigilância para novamente retirar as obras irregulares quando elas ainda estão em fase inicial de construção. Nosso principal objetivo é impedir a expansão das edificações ilegais na área”, ressaltou o subsecretário Nonato.
REMOÇÕES – Duas das edificações retiradas na operação foram erguidas nas últimas duas semanas na Chácara 27 e outra foi construída em área sem endereço ao lado da chácara 61C.

Na 28B, os órgãos de fiscalização removeram uma obra, 80 metros lineares de muro e 50 metros de cerca.

 

Fonte:

Deixe um comentário