A regra de ouro da nutrição

Pra tudo na vida existe uma regra de ouro, que vale como uma dica e serve para clarear algumas de nossas ações. Pensando sobre isso e tentando associar a alimentação e nutrição, cheguei a uma regra de ouro: “menos é mais”. Isso é válido, por exemplo, quando pensamos na qualidade dos alimentos que consumimos. Podemos com tranquilidade escolher alimentos “menos” processados e saber que eles têm “mais” nutrientes. O guia alimentar para a população brasileira de 2014 fala exatamente sobre esse assunto.

À medida que os alimentos são processados pela indústria, perdemos nutrientes importantes, perdemos fibras, temos características organolépticas alteradas. Características que são vantajosas pra indústria por tornar esses produtos hiper palatáveis, adicionando elementos mais baratos, viciando o paladar da população e, com isso, garantindo um consumo aumentado desses produtos. Afinal, é lucro o que a indústria quer!

Os alimentos in natura ou minimamente processados são os melhores exemplos dos “menos” que são “mais”. Alimentos frescos, com menos substâncias e aditivos tóxicos, e com mais nutrientes, fitoquímicos, energia e vitalidade.

Fonte:

Deixe uma resposta